Notícias

Instituto SEB abre as portas ao público com exposição educativa sobre materiais sustentáveis

Com um fim de semana dedicado a debates e palestras sobre um de seus eixos centrais, a Sustentabilidade, a sede do Instituto SEB apresenta a exposição "Materioteca"

20/03/2019

O espaço A Fábrica, sede do Instituto SEB, braço social do Grupo SEB, está localizado na antiga fábrica da Cervejaria Paulista, em Ribeirão Preto  

O espaço A Fábrica, sede do Instituto SEB, braço social do Grupo SEB, localizado na antiga fábrica da Cervejaria Paulista em Ribeirão Preto, é um polo de inovação, educação, cultura, empreendedorismo e sustentabilidade. Para dar início as suas atividades, A Fábrica realiza o evento gratuito “SER Sustentável”, nos dias 22, 23 e 24 de março, apresentando a “Materioteca”.

Uma experiência educativa sobre a formação dos materiais sustentáveis, provenientes das mais diversas matérias primas, de origem sintética, fóssil, mineral ou residual. O objetivo é ressaltar a economia circular, um conceito baseado na inteligência da natureza, na qual os resíduos são insumos para a produção de novos produtos.

A exposição contará com mais de 40 amostras de materiais sustentáveis, desde os mais tradicionais até soluções inovadoras ainda desconhecidas do grande público, que estarão expostas para serem tocadas, sentidas e manipuladas.

“Explicaremos o ciclo de vida, desde a origem desses materiais, passando pelos processos, aplicações, até as possibilidades de descarte e reinserção no ciclo novamente”, explica Carolina Piccin, da MateriaLab, criadora e desenvolvedora da Materioteca.

Além da exposição, o evento ainda contará com mesas redondas, cine debate, feira de produtores locais e música ao vivo na praça, para momentos de conexões, troca de ideias e networking.

A exposição “Materioteca” será inaugurada no dia 22 de março às 19h, seguida da palestra inaugural, ministrada pela Carolina Piccin, que lidera a formulação de programas de sustentabilidade, P&D e inovação da MateriaLAB. No dia 23, sábado, contaremos com nomes como Marko Brajovik, arquiteto e designer croata radicado no Brasil, formado pela Universidade de Arquitetura de Veneza, que apresentará sua trajetória criativa inspirada pela Natureza, com pesquisas em uso de materiais e estruturas não convencionais (bambu, papelão, estruturas tensionadas, etc) e Mana Bernardes, artista plástica, designer e poetisa, que inspira a público através da arte e da transformação humana. A palestrante busca desmistificar a sustentabilidade apresentando esse conceito por meio de uma narrativa pessoal, em primeira pessoa, baseada na sua experiência de um caminho plural.  Busca fazer um contato emocional com plateia com o objetivo de inspirá-los a buscarem seus caminhos autorais. O conteúdo versa sobre a importância da criatividade.

No domingo, a Feira do Coletivo ocupa a praça eventos com barracas de produtores e designers locais com viés sustentável, fechando o evento com música ao vivo e área de alimentação.
A programação completa está no site www.institutoseb.org.br

Sobre A Fábrica:
Revitalizado para receber projetos sociais, educacionais e de empreendedorismo, o espaço A Fábrica, sede do Instituto SEB, também está aberto ao público como equipamento cultural da cidade, oferecendo uma agenda de eventos, cursos, encontros, projetos e ações.

Com eixos centrais fundamentados em conceitos como Sustentabilidade, Educação, Inovação e Empreendedorismo, a nova sede do Instituto SEB deve contribuir de maneira importante para a formação de um legado na cidade, além de influenciar a revitalização do centro da cidade, dando destino nobre a um prédio histórico de Ribeirão Preto. Todo o trabalho de recuperação do prédio respeitou seu caráter histórico, como patrimônio tombado.

SERVIÇO
Evento: SER SUSTENTÁVEL
Data: 22, 23 e 24 de março de 2019
Local: A Fábrica – Instituto SEB 
Endereço: Rua Mariana Junqueira, 33 – Ribeirão Preto/SP
Email: contato@institutoseb.org.br
Site: www.institutoseb.org.br
Entrada gratuita
 
PROGRAMAÇÃO
Dia 22 – SEXTA-FEIRA
ABERTURA DA EXPOSIÇÃO Materioteca
19h: Cerimônia de abertura
20h: Palestra sustentabilidade, Inovação e Materiais sustentáveis com Carol Piccin
Local: Anfiteatro
A palestra ressalta a importância da economia circular e seus impactos. Aborda a relação entre as Matérias-Primas e projetos de Design e Arquitetura, mostrando como as escolhas podem transformar significamente o ecossistema. Mostrando os benefícios de um projeto consciente e sua relação com a saúde humana e do planeta.
CONHEÇA A PALESTRANTE 
Carol Piccin , advogada com especialização em Gestão Ambiental (USP) e MBA em Gestão da Sustentabilidade Empresarial (FGV), atua há mais de 15 anos na administração de projetos com foco em reduzir impactos ambientais. Criou a Materioteca, um catálogo de materiais e tecnologias sustentáveis. É diretora da MateriaLAB, empresa que utiliza o tripé pesquisa/tecnologia/design para auxiliar as marcas a desenvolverem projetos sustentáveis.

Dia 23 - SÁBADO
9h: Palestra natureza da Forma - Forma da natureza com Marko Brajovic
10h15: Mesa de debate participação especial Marko Brajovic e Mana Bernardes com a mediadora Carol Piccin
14h30: Palestra sustentabilidades no plural do protagonismo com Mana Bernardes
Local: anfiteatro 
16h: Workshop “É possível inovar para uma economia regenerativa?  
LOCAL Estúdio 2
Reflexão sobre o caminho que os materiais percorrem e seu impacto. Do que são feitos os materiais? De onde eles vêm? Qual o recurso natural que está ali escondido? O workshop aponta um estudo das possibilidades de uso destes materiais e sua aplicação através da criatividade. 
17h30: Show e happy hour para networking
Local: Praça Central

Dia 24 - DOMINGO
13h: Feira do coletivo - edição especial sobre sustentabilidade
Local: Praça central
Evento itinerante que valoriza e fortalece a conexão entre pessoas, espaços e marcas autorais. Apoiam a economia local, o pequeno empreendedor e o produtor autoral/artesanal.
16h: Cine debate “Tomorrow”
Local: Sala Projeto NAU
Documentário francês dirigido por Cyril Dion e Mélanie Laurent. Diante de um futuro com grandes motivos de preocupação, o filme tem a distinção de não ceder ao catastrofismo. Com uma linguagem otimista, identifica iniciativas que se comprovaram em dez países em todo o mundo: exemplos concretos de soluções para os desafios ambientais e sociais do século XXI, seja agricultura, energia, economia, educação e governança. Ganhou o Prêmio César (2016) de Melhor Filme Documentário e foi distribuído em 27 países.

Voltar