Notícias

Seguro de Vida é investimento e deve ser planejado

Especialista da RP Capital destaca que a cultura de investir em Seguro de Vida vem crescendo no país como parte do planejamento financeiro das famílias

01/07/2019

João Guin Neto, especialista em seguros da RP Capital 

O brasileiro passou a olhar com mais interesse, cuidado e planejamento para o Seguro de Vida. Dados da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP mostram um crescimento de 10% entre 2017 e 2018 na contração de seguros pessoais, que incluem seguros de vida, de acidentes pessoais, doenças graves, entre outras modalidades de proteção.

O especialista em seguros da RP Capital, João Guin Neto, destaca que o brasileiro começou a entender melhor a importância de um seguro de vida dentro de uma carteira de investimento planejada. “Esse mercado está em evolução e ainda pode crescer muito mais. Nosso trabalho na RP Capital é orientar o cliente a contratar o seguro mais adequado. Levamos informações ao cliente e mostramos a importância de se ter um bom seguro de vida como planejamento financeiro que protege os investimentos e o patrimônio”, explica Neto.

A RP Capital trabalha com produtos de 20 seguradoras que se adequam às diferentes necessidades dos clientes, de acordo com seu perfil e planejamento financeiro, informa João Neto. O seguro é importante para garantir, na falta de um dos provedores da família, a proteção e estruturação do ciclo financeiro familiar. Ele também é fundamental para proteger os patrimônios durante os processos de sucessão familiar.

João Neto destaca que o seguro de vida é proteção para o patrimônio e, principalmente, para os investimentos do cliente. “O seguro de vida protege tanto o patrimônio conquistado, quanto o patrimônio a ser conquistado. Se pensarmos na sucessão patrimonial das famílias (assunto que esta em alta no mercado hoje) o custo sucessório quando não planejado pode ultrapassar os 20% (ITCMD, honorários, taxas atrasadas ou multas se houver) do valor inventariado”, explica.

Na maioria das vezes, o principal motivo da contratação do seguro de vida por uma pessoa física é proteger o capital de famílias. “Mas, além disso, o próprio segurado pode ter benefícios em vida que o protege contra invalidez, doenças graves ou até mesmo a proteção de renda mensal por incapacidade de trabalho. A pessoa jurídica também pode e deve contratar o seguro de vida em grupo, protegendo riscos das vidas envolvidas”, informa João Guin Neto.

Com o crescente interesse pela contratação de seguros pessoais é fundamental buscar profissionais que possam assessorar o cliente, com foco no planejamento financeiro. O especialista da RP Capital ressalta que é importante avaliar as seguradoras que oferecem transparência e agilidade nos processos. “Menor preço nem sempre é a melhor proteção. Por isso, a RP Capital conta com seguradoras parceiras que, mensalmente, estão presentes em nosso escritório para entrega de resultados, treinamentos e suporte operacional. Toda contratação de seguro deve acontecer sempre sob a supervisão de um especialista em seguros”, conclui

Sobre a RP Capital
A RP Capital está no ranking dos melhores escritórios de investimentos, integrando o G20, grupo formado pelos 20 escritórios da XP com maior destaque. A empresa oferece assessoria completa de planejamento financeiro, previdência e sucessão, englobando produtos como Renda Fixa, Renda Variável, Fundos de Investimentos, Previdência Privada, Fundos Imobiliários, Ações e COE (Certificado de Operações Estruturadas). Mais informações estão no site www.rpcapital.com.br

Voltar